terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Vazio

Eu estou aqui, não sei ao certo o que vou disser, pois dentro de mim a confusões sem fim, não sei se amo você assim imperfeito e insubstituível, do jeito que você e pra mim, ou se apenas quero poder sentir o gosto de telo em minhas mãos, talvez você seja mais um dos meus desejos que eu quero satisfazer.
Antes seja, pois não sei o que você sente em alguns momentos e completamente apaixonado por mim, fala palavras de amor, faz caras e bocas pra me ganhar é depois de algumas horas simplesmente me olha com o olhar que só você tem e começa a falar de outras meninas,me chama de amiga,você pode ate achar que e mentira se eu falar que não me incômodo,mas não me incômodo mesmo,por isso tenho tantas duvidas do que eu sinto.
Um sentimento que estava adormecido, e por uma única palavra, um único ato, foi despertado este sentimento, que arde no peito como um fogo, mas que ninguém consegue vê,como posso disser o que sinto se nem eu mesma me compreendo.
Decepções, mas decepções fazem parte do meu roteiro de vida, uma vida amorosa que sempre tem uma enorme dor no final, pronto descrevi minhas experiências amorosas em linhas, pois elas não são grandes coisas aos olhos de outros,mas algo gigantesco e doloroso pra mim.
Acho que não te amo, acho que não amo ninguém, não posso me enganar aquele ultimo cara que saiu de dentro do meu coração, ele deixou um espaço que nunca foi preenchido, apenas tentei tampar o vazio do meu peito com outras pessoas, inclusive com você, mas fracassei não consegui, a dor que ele deixo adormecida em meu peito, me corroei por dentro, mas afinal e seu consegui preencher esse espaço com você e não cai em mim,pode ser tarde demais quando eu descobri a verdade,só peço forças a Deus para que se necessário levantar de uma queda,que eu levante e aprenda com ela.